quinta-feira, 2 de dezembro de 2021

Sapeaçu vai receber nova linha de transmissão com 500 mil volts

Os impactos ambientais em 12 comunidades rurais de Feira de Santana, causados pela instalação de uma linha de transmissão de energia elétrica de alta tensão, estão sendo estudados pelo Instituto Federal da Bahia (IFBA) e preocupam o deputado estadual Carlos Geilson (PSDB).

Com 500 mil volts, a linha conecta o Porto de Sergipe à cidade de Sapeaçu, no Recôncavo Baiano, e passará por Feira de Santana. “Centenas de famílias deverão ser afetadas com esse empreendimento, incluindo territórios tradicionais de comunidade quilombola”, pontuou Carlos Geilson. Ao menos os distritos de Tiquaruçu, Maria Quitéria, Jaguara, Ipuaçu e Bonfim de Feira serão afetados.

O Grupo de Trabalho do IFBA, no Campus de Feira de Santana, que estuda desde 2019 o projeto de construção da Linha de Transmissão, aponta que as comunidades a serem afetadas pelo empreendimento público do governo federal podem lidar com problemas ambientais.

“É possível a redução dos danos com escolhas de produção de energia com menor custo socioambiental associados a ações mitigatórias, pois toda forma de produção de energia para consumo humano causa impacto ambiental”, declarou Luísa Senna, uma das servidoras do IFBA Feira, ainda em 2020, conforme o site da instituição.

Segundo o parlamentar baiano, as comunidades impactadas são o Quilombo Lagoa Grande, Ovo da Ema, Santa Rita, Lagoa da Nega, São José, Pé de Serra, Garapa, Vila Feliz, Saco do Capitão, Olhos D´Água da Formiga, Galhardo e Entroncamento da BR-116 Sul com a estrada do Feijão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário