quarta-feira, 23 de março de 2022

Iniciativas socioambientais da Votorantim Cimentos preservam os recursos naturais do Rio Paraguaçu, no Recôncavo Baiano

Cerca de três milhões de pessoas dependem do Rio Paraguaçu, considerado o maior rio genuinamente baiano, com 600 km de extensão. Para fortalecer a preservação deste importante curso de água natural, a Votorantim Cimentos tem desenvolvido projetos e programas socioambientais no Recôncavo Baiano, gerando valor compartilhado ao promover a aliança entre o sucesso de negócios e o desenvolvimento das comunidades locais onde atua.

O Rio Paraguaçu acomoda a barragem da Usina Hidrelétrica (UHE) de Pedra do Cavalo, tendo como principal atividade a contenção de enchentes que atingiam os municípios de Cachoeira, São Félix e Maragogipe. Desde a sua construção, a usina auxilia na geração de energia por meio do aproveitamento da força da água do rio Paraguaçu, uma fonte de energia, que não necessita da queima de combustíveis fósseis que poluem a atmosfera.

Para garantir que todas as atividades desenvolvidas pela usina sejam realizadas de forma responsável e transparente, os gestores da UHE Pedra do Cavalo participam do Comitê da Bacia Hidrográfica do Paraguaçu. “Estamos em uma região rica em recursos naturais, e a Votorantim Cimentos tem garantido, por meio de iniciativas socioambientais e o diálogo constante com os comitês, a sua preservação. Acreditamos que esse é maior legado que a empresa pode deixar para a região”, diz o gerente da Usina Hidrelétrica de Pedra do Cavalo, Dejair Lima.

Além da geração de energia, a barragem é responsável por garantir, por meio da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (EMBASA), o abastecimento de água para cerca de 60% da população de Salvador e Região Metropolitana, abastecendo a Microrregião de Feira de Santana, e cidades onde vivem pequenos produtores rurais.

Legado positivo
Considerado o coração da Bahia por abranger 86 municípios baianos, o Rio Paraguaçu nasce na Chapada Diamantina e deságua na Baía de Todos os Santos, em Salvador, capital do estado. A sua bacia hidrográfica abriga a Baía do Iguape, localizado entre os territórios dos municípios de Cachoeira, Maragogipe e São Félix. Ambos fazem parte da Reserva Extrativista (RESEX), uma área utilizada por populações extrativistas tradicionais, que realizam o extrativismo, a agricultura de subsistência e a criação de animais de pequeno porte, fiscalizada pelo Instituto Chico Mendes – ICMBio, vinculado ao Ministério do Meio Ambiente. Os principais objetivos da RESEX são: proteger os modos de vida, a cultura dessas populações e garantir o uso sustentável de seus recursos naturais.

Segundo o gerente da Usina, Dejair Lima, as iniciativas realizadas pela empresa valorizam a abundância de saberes, talentos e recursos naturais de cada localidade. “Por meio do Comitê de Engajamento, formado por representantes das comunidades, dos projetos, da Votorantim Cimentos e do Instituto Votorantim, trabalhamos para comunicar e dialogar de uma forma mais objetiva e transparente as ações realizadas pela empresa. O nosso intuito é atuar de forma coletiva com a comunidade para que os projetos desenvolvidos contribuam para uma transformação socioambiental positiva da Baía do Iguape”, explica o gerente.

Sobre a Votorantim Cimentos
Fundada em 1933, a Votorantim Cimentos é, hoje, uma empresa de materiais de construção e soluções sustentáveis com mais de 12 mil empregados. O portfólio de materiais de construção vai além de cimentos e inclui concretos, argamassas e agregados. A companhia também atua nas áreas de insumos agrícolas, gestão de resíduos e coprocessamento. As unidades da Votorantim Cimentos estão estrategicamente próximas aos mais importantes mercados consumidores em crescimento e presente em dez países, além do Brasil: Argentina, Bolívia, Canadá, Espanha, Estados Unidos, Luxemburgo, Marrocos, Tunísia, Turquia e Uruguai. Mais informações em www.votorantimcimentos.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário