loading...

segunda-feira, 1 de junho de 2020

Carro roubado em Cachoeira é recuperado pela PRF

Um carro roubado foi recuperado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), em uma abordagem no KM 198 da BR-101, em Cachoeira, no Recôncavo baiano. O fato aconteceu na noite de domingo (31). Um casal foi detido, por suspeita de receptação e uso de documento falso.

Inicialmente, foi dada ordem de parada ao veículo Hyundai/HB20, com placas de Ilhéus (BA). Durante a fiscalização, foram solicitados documentos pessoais do motorista, do veículo e da passageira. Após realizadas consultas ao sistema de segurança e a identificação veicular, os agentes constataram que o documento apresentado pelo condutor apresentava indícios de falsificação e, também, que o carro era clonado. O veículo original havia sido roubado, em janeiro de 2020, na cidade de Salvador (BA).

Para não levantar suspeitas, as placas originais foram trocadas por outras ‘clonadas’ de um veículo com características semelhantes.

Questionado, o homem informou que comprou o Hb20 há cerca de 4 meses, mediante troca em um veículo usado e pagamento do restante em dinheiro.
Diante dos fatos, o casal foi encaminhado juntamente a documentação apreendida e o veículo à Delegacia de Polícia Civil de Santo Amaro, para os procedimentos legais.

TAMOIO
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) deflagou em todo o Brasil, na quinta-feira (28), a Operação Tamoio. O objetivo é o enfrentamento à criminalidade, tendo as ações reorientadas por meio de informações da inteligência policial, o que traz otimização dos recursos humanos, tecnológicos e o emprego das Unidades de Recursos Especializados da PRF.

Em quatro dias de operação, a Tamoio superou os bons números que a PRF atingiu há um mês quando deflagrou a Operação Tupã, que também foi realizada com base no enfrentamento qualificado à criminalidade.

O nome Tamoio vem do Tupi Guarani TAMUÍA, que significa o avô, o antepassado. A Confederação dos Tamoios foi uma aliança de tribos indígenas firmada com o objetivo de combater os portugueses e outras tribos que os apoiavam. A referência é em relação à aliança dos grupos especializados da PRF unidos nessa operação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário