quinta-feira, 19 de maio de 2022

Embasa identifica “gatos” de água abastecendo 09 residências em Cruz das Almas

Em mais uma operação de combate ao furto de água, técnicos da Embasa, acompanhados de policiais militares do Pelotão de Emprego Tático Operacional – PETO, da 27ª CIPM, detectaram, nesta quarta-feira (18), quatro ligações clandestinas abastecendo nove residências no bairro do Itapicuru, na cidade de Cruz das Almas.

“As ligações abasteciam residências não cadastradas pela empresa (clandestinas). Essa ação ilegal acaba provocando falta d’água em imóveis vizinhos por causa do descontrole de consumo e de vazamentos provocados pelo improviso nas conexões, gerando ainda o risco de contaminação da água”, explica o gerente da Embasa em Cruz das Almas, José Luiz Cerqueira.

Na ocasião, foram coletadas provas que serão relatadas no inquérito policial. Os responsáveis pelos imóveis não foram encontrados no momento da operação, mas será aberto boletim de ocorrência.

Qualquer intervenção no hidrômetro e na rede pública com o intuito de furtar água é crime e o infrator está sujeito ao cumprimento das penalidades previstas na legislação vigente. De acordo com o Artigo 155 do Código Penal Brasileiro, a prática de furto de água é qualificada como crime contra o patrimônio, sujeita a pena de reclusão além de multa.

A pessoa que estiver em situação de fraude na rede distribuidora, no ramal domiciliar ou no hidrômetro para se abastecer deve procurar um ponto de atendimento da empresa e regularizar sua ligação, evitando multas e a retirada de toda a tubulação que abastece o imóvel. A população também pode participar do esforço de combate ao furto de água, denunciando situações suspeitas pelo telefone 0800 0555 195, inclusive de forma anônima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário